Exagero
E continua o exagero nas indicações e solicitações feitas dos vereadores ourinhenses! Pelos pedidos feitos a cada sessão, nota-se que jamais haveria condições da prefeita Belkis Fernandes dar conta da situação; para a opinião pública, é uma perda de tempo ficar lendo tais indicações em Plenário.

Time perdendo
Como a própria prefeita disse no começo do ano, estava entrando no segundo tempo de seu governo. Havia rumores de mudanças no secretariado, o que não ocorreu. Como disse um vereador denunciador compulsivo: “Quando o técnico não muda o time que está perdendo, corre o risco de cair”.

Opinião pública
As críticas ao secretariado da prefeita não diminuem. A opinião pública continua usando as páginas de relacionamento para expor descontentamento com o time da chefe do Executivo, considerado desde o início uma equipe sem harmonia, herança do ex-prefeito Toshio Misato, mantendo 10 dos 14 secretários municipais em sua gestão.

Na Despedida
Em seu discurso ao se despedir do Legislativo ourinhense em 2012, o ex-vereador Fauez Salmen lembrou ao vereador Messias que, em oito anos de mandato, o prefeito Toshio não fez nenhuma obra com dinheiro do povo e que, nesse período de administração, teve somente uma conta aprovada pelo Tribunal de Contas, não sabendo como isso aconteceu. Alguém da plateia disse para muitos ouvirem: “Milagres ainda existem, Salmen”.