O pente-fino do governo nos benefícios por incapacidade do INSS foi encerrado com números acima do esperado, segundo dados do Ministério da Cidadania.

A equipe econômica do governo de Jair Bolsonaro ainda prepara um novo pente-fino, que poderá envolver todos os tipos de benefício.

Entre julho de 2016, quando a revisão teve início com a publicação de medida provisória do ex-presidente Michel Temer (MDB), a 31 de dezembro de 2018, peritos da Previdência examinaram 1,18 milhão de beneficiários de auxílios-doença e aposentadorias por invalidez.

Dos 472,3 mil auxílios reavaliados, 369,6 mil (78%) foram cancelados. No início do pente-fino, o governo estimava cortar até 20% dos auxílios de 530 mil segurados esperados para serem periciados. A previsão, portanto, era encerrar 106 mil auxílios-doença.